Blog

A crise e as oportunidades que os varejistas precisam conhecer

A crise é um tema frequente na cabeça do empresário, isso é fato! Será que a maioria está vendo somente os problemas ou uma oportunidade de alavancar seu negócio?  Isso também é fato.

Aumentar vendas no comércio diante de um cenário negativo pode representar um grande desafio, mas é nessas horas que as oportunidades aparecem.

Para entender melhor, veja ações na administração da empresa que, quando bem executadas, contribuem com o resultado final em seu comércio.

Controle de custos

Identifique seu ponto de equilíbrio, aponte o que é essencial para seu negócio funcionar e comece a eliminar o resto, ou invista em publicidade e meios para alavancar suas vendas do que economizou.

Reduzir custos e despesas elava as chances de a empresa crescer. Mas o que isso tem a ver com um aumento nas vendas? É bastante simples de entender.

A maioria dos comerciantes acham que reduzir preços é uma estratégia para atrair clientes. Quem se planeja para isso precisa identificar uma margem de lucro segura. Pois, não vale a pena comprometer o caixa apenas para atender a ilusão de loja cheia.

Para chegar ao valor ideal, é preciso conhecer seus custos fixos e variáveis e calcular tudo na ponta do lápis. Logo, se você quer baixar preços, precisa controlar melhor seus gastos, o que depende de uma rigorosa gestão do fluxo de caixa.

Anotar todas as receitas e despesas, por menores que sejam, é um passo básico, pois permite identificar por onde o dinheiro está escapando.

Há no mercado ferramentas eficientes, que funcionam de forma integrada, permitindo realizar esse acompanhamento facilmente, até mesmo pelo smartphone.

Gestão de estoque

Controlar a entrada e saída de mercadoria é essencial. Quando você não controla a entrada e saída de mercadorias em seu comércio, pode abandonar no estoque produtos próximos de perder a validade, ou comprar produtos que não precisava.

Outro ponto é NÃO considerar a peça faltante de estoque com o mesmo rigor que é tratado uma falta de caixa. Por vezes o empresário “quebra a cabeça” para identificar uma falta de R$ 1,00, mas não dá a mesma atenção quando uma peça que custa R$ 50,00 não é encontrada.

Esses são erros clássicos de gestão, mas há outros relacionados ainda mais diretamente às vendas.

Sem um controle de estoque eficiente, você perde vendas por não ter o produto, ou por não saber se existe esse produto disponível (a bagunça não permitiu que você veja se ele está esquecido em um canto).

Tenha em mente que para aumentar seus lucros, seu estoque precisa ser o mais enxuto possível e com o mínimo de tempo parado na loja. Quanto mais tempo uma peça fica na loja, menor será seu lucro, além dela poder se depreciar, estará ocupando o lugar de outra em seu salão de vendas.

Desconfie de seus fornecedores! Não é por que dizem que vende bem em outras empresas que terá o mesmo resultado na sua.

As vezes não vale a pena conseguir um preço melhor por uma determinada quantidade que será comprada que por fim, pode ficar parada em seu estoque. Faça uma abordagem diferente coloque seu fornecedor em ‘xeque’. “Se não vender em X dias, você recebe as peças de volta?” Dependendo da resposta que receber, você saberá se vale ou não a pena esse investimento.

Fica claro aqui que você precisa de maior organização. Uma inspeção física rotineira no espaço ajuda bastante, mas não dê chance para o azar. Atualmente, é possível contar com sistemas de gestão integrada que permitem acompanhar mais de perto todas as movimentações no estoque, entradas e saídas, além de reunir contatos de fornecedores.

Ah! Fique atento a troca de códigos pelos vendedores ou pelo caixa. Por comodidade, falta de conhecimento e por outros motivos vendedores e operadores de caixas usam códigos genéricos ou com o mesmo valor para passar no caixa para agilizarem seu trabalho, o que gera um furo duplo em seu estoque, mesmo com sistema informatizado.

Nesse ponto é necessária uma conscientização de toda a equipe e aplicação de treinamentos progressivos até que essa rotina errada seja abolida de sua empresa.

Cadastro de clientes

Você conhece o seu cliente? Se a reposta for não, já sabemos que a culpa pela baixa nas vendas não é apenas da crise. Um cadastro com informações e contatos de seus consumidores não serve apenas para cobrar inadimplentes. Aliás, vai muito além disso.

As técnicas para aumentar as vendas passam pela descoberta de seu público-alvo. Assim é possível realizar promoções e pós-venda. Se você não conhece seu cliente, como criar estratégias?

Conhecer seu cliente permite que você realize ações de marketing direcionado, fidelize seu atuais cliente com cupons, promoções e eventos. Mas isso é possível se existir um cadastro onde armazenando informações sobre ele.

Gostaria de inovar, propor um evento diferenciado ou mesmo lançar um produto que seja a cara do seu público, mas não tem um controle que dê alguma informação sobre ele. Consegue entender onde está errando?

Anotar apenas nome e telefone em uma agenda não é suficiente. Por isso, existe a tecnologia para automatizar esse processo, integrando informações que darão suporte à sua tomada de decisões com foco no aumento de vendas. Por que ficar parado no tempo?

Agora falando especificamente da famosa no crediário, existem dois pontos que precisa ficar atentos.

O primeiro seria como você paga suas compras e como você as vende. Dependendo da quantidade de parcelas que você faz a seu cliente, você pode estar utilizando seu capital de giro para pagar seu fornecedor. Você já tinha pensando nesse pequeno detalhe? Se não, dependendo do caso pode fazer a maior diferença em seu caixa.

O outro ponto seria a análise de crédito. Em resumo, venda, mas VENDA BEM!

A Inadimplência existe mas precisa ser a menor possível. A melhor forma de reduzi-la é através de uma análise muito bem-feita de crédito e referências para quem você vai vender.

Depois que o produto saiu da loja, o problema é outro e muitas vezes contará com a sorte. Uma equipe de cobrança ajudará, mas antecipando, gastará menos e reduzirá o risco de entregar seu produto de graça a um cliente, fora o transtorno que terá e a perda do cliente.

Superar a crise nas vendas depende de você

Por pior que seja o cenário, é importante enfrentar a concorrência com todas as armas disponíveis. É por isso que o pequeno empreendedor varejista não deve se deixar abater pelo ambiente econômico adverso.

Como visto acima, a melhora na gestão da empresa é o diferencial competitivo que faltava, pois permitirá direcionar melhor as ações, sempre com foco no cliente.

Utilize um sistema que auxilie sua rotina, conheça sua realidade financeira, qualifique seus controles, reduza custos e aposte em tecnologia para tornar isso mais fácil. Fale com um de nossos especialistas.

Escrever um comentário